CCVB
 
Escolha o Idioma
 
LOGIN ÁREA RESTRITA
 
 
 
 

Roteiro art déco: conheça 9 construções com o estilo em Curitiba

« Voltar

 

Edifício Moreira Garcez

Finalizado em 1933, foi o primeiro arranha-céu de Curitiba e abrigou importantes símbolos na cidade, como o Consulado da Alemanha e o Cine Palácio, que compunha a cinelândia. A princípio tinha cinco pavimentos, mas, na década de 1950, três pavimentos a mais já estavam finalizados (na época era considerado o terceiro maior edifício do Brasil). Revestido de pó de pedra, possui, entre os elementos verticais, colunas com detalhes de escalonamento na base e no topo. Esquadrias de ferro nas janelas também são destaque do edifício que fica na Boca Maldita, na esquina da Av. Luiz Xavier com a Rua Voluntários da Pátria.

Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Sede dos Correios

De 1934, a sede dos Correios, na Rua XV de Novembro, possui elementos que induzem a verticalização, como as tiras de concreto e as janelas verticais na fachada. Também há uma tentativa de simplificar o desenho dos ornamentos, geometrizando mais. É um dos poucos exemplares em Curitiba que possuem prateleiras de luz, marquises de concreto que cortam as esquadrias das janelas, permitindo a iluminação natural ao mesmo tempo em que produzem sombra. Desde 1974 a fachada voltada para a Rua XV de Novembro é tombada como patrimônio histórico do Estado.

Fotos: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Fotos: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Art déco

Edifício Marumby

Projetado por Romeu Paulo da Costa, localizado na Praça Santos Andrade e concluído em 1948, o Marumby foi o primeiro edifício residencial da cidade e representa uma transição entre o art déco e o modernismo. Antes dele, os prédios de Curitiba abrigavam apenas salas comerciais ou hotéis. Entre as características art déco mais marcantes, está a volumetria criada entre as sacadas – que parecem entrar e sair do prédio – e as janelas, como se uma fosse a continuação da outra.

Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

Edifício Santa Rosa

O número 250 da Praça Tiradentes é do Santa Rosa, um edifício de 1940 revestido com pó de pedra, com oito pavimentos e um charme lateral: uma estrutura metálica de janelas em formato tubular que reforça a verticalidade da construção. Na base dela, um pequeno escalonamento, que também promove essa ideia.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Art déco

Edifício Nossa Senhora da Luz

A brincadeira entre volumes cheios e vazios na fachada é marca art déco do Edifício Nossa Senhora da Luz, localizado na Praça Tiradentes, ao lado da Catedral. De autoria de Romeu Paulo da Costa e construído em 1940, faz parte da transição entre o art déco e o modernismo, com valorização da esquina, simetria e volumes que parecem emoldurar as janelas.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Art Déco

Edifício Tiradentes

Em 1941, quando a Rua Cândido Lopes recém abria nas redondezas da Praça Tiradentes, foi levantado o Edifício Tiradentes, com seis pavimentos. O fato de estar na esquina foi aproveitado com as sacadas curvas. O formato das janelas e os elementos que apontam para para baixo e para cima nas laterais promovem uma verticalidade ainda maior da estrutura.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Art déco

Edifício na esquina da Visconde de Guarapuava e a Barão do Rio Branco

Provavelmente datado da década de 1940, o exemplar mostra elementos art déco logo na curvatura que forma a esquina: barras verticais propõem um “crescimento” da estrutura para o alto. Há também uma complexidade volumétrica, com um jogo de espaços cheios e vazios, além de prateleira de luz.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Art déco

“Prédio deitado” na esquina da Inácio Lustosa e a Duque de Caxias

Na esquina da Inácio Lustosa com a Duque de Caxias, no São Francisco, está localizado um chamado “prédio deitado”. Apesar de apresentar pintura, originalmente era revestido de pó de pedra. É possível perceber diversos elementos geométricos e que induzem à verticalização na fachada.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Art Déco

Igreja São Vicente de Paulo

A igreja apresenta diversas características art déco, como o uso de baixo e alto relevo, as figuras geométricas e elementos que induzem a verticalidade, além do escalonamento, presente no peitoril das janelas e em outros pontos da construção.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Art déco


Fonte Gazeta do Povo - Haus

 


 
 
SOBRE CCVB   CURTA CURITIBA E REGIÃO   ASSOCIADOS   EVENTOS
Sobre o CCVB
O que são os CVBx
Equipe Executiva
Programas e Serviços do CCVB
Estrutura
Trabalhe com Turismo e Eventos
 
Curta Curitiba e Região
Sugestão de Roteiros
Guia Prático
Aplicativos
Programa Curta Curitiba
Atrativos Curitiba e Região
Sou Curitiba
 
Conheça os Associados
Sobre os Associados
Programa CCVB só pra Você
Campanha Eu apoio Room Tax/Doação para o Turismo
PIC - Programa de Incentivo à Capacitação
Seja um Associado
Promoções e descontos
 
Realize seu evento em Curitiba e Região
Nosso apoio para seu evento
Locais para o seu evento
Prestadores de serviços
Curta Curitiba mais 2 Dias
Agenda de eventos
Cadastre seu evento
Relatórios
             


Alameda Julia da Costa, 64 - 3º andar - Alto São Francisco - CEP: 80.410-070 - Curitiba-PR / Brasil

Tel/Fax: 55 41 3233-8500 | Fale conosco: 41 9 9916-1411(WhatsApp) | curitibacvb@curitibacvb.com.br